Hyper Touch: a guitarra sem fios do futuro!

A Guitarra Eléctrica, tal como a conhecemos hoje, é um conceito que se manteve praticamente inalterado desde a sua concepção, nos idos anos de 1930 e qualquer coisa: corpo em madeira oco ou rígido, que sustenta 6 cordas em aço com frequências de vibração diferentes, e através de pickups essa vibração é transformada em sinais eléctricos que depois são amplificados até fazer sangrar os ouvidos. Então e perguntam vocês, o que é que é a Hyper Touch?! Simples: é uma “guitarra” sem cordas, e sem pickups.

Hyper Touch

Produto da (muito perturbada) mente do designer italiano Massimo Bataglia, a Hyper Touch é uma guitarra onde não existem cordas, nem pickups, mas sim ecrãs tácteis multi-toque no braço e corpo, o que permite (em teoria) modificar a “guitarra” à medida das necessidades do artista: aumentando ou diminuindo o número de cordas, ou trastes, adicionando efeitos de som e imagem, tudo isto controlado através de um “centro de comando” sem fios, que segundo o criador, “permite inúmeras possibilidades de parametrização e expressão”.

Longe de querer parecer um “Velho do Restelo”, e apesar de achar a Hyper Touch interessante do ponto de vista tecnológico, enquanto (projecto de) “músico” e adepto confesso da guitarra como instrumento musical, fico com aquela sensação de que, com estas modificações todas estão a “estragar” o conceito. Se calhar é a minha veia mais geek que costuma puxar mais pelo meu entusiasmo quando estas novidades aparecem, que está a ser refreada pela veia mais “guitarrista”. Eu sei que já falei aqui de guitarras eléctricas adaptadas aos videojogos, e de forma bastante entusiástica. Mas se repararam bem, o entusiasmo vem precisamente da possibilidade de combinar um verdadeiro instrumento musical com os videojogos.

Eu por mim, só largo o meu cepticismo quando vir alguém estilo Joe Satriani, Steve Vai ou Edge (que são alguns dos melhores e mais “tecnológicos” guitarristas do mundo) pegar numa Hyper Touch e fazer dali sair qualquer coisa “audível”. Até lá, fica aqui registada para a posteridade o conceito, a inovação e a imaginação do Sr. Battaglia.

SW, out!

Fonte

Endereço de Email

Uma resposta

Deixar uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.