O novo sensor biométrico do iPhone 5S é uma novidade em smartphones (Apple). A Apple decidiu incluir mais um sensor e desta vez colocou-o logo à vista de todos, mas bem disfarçado pelo design excelente a que a Apple sempre nos habitou.

iPhone 5S - evento - Sensor Biométrico

Mas será o sensor biométrico realmente necessário? Quais é que são as vantagens deste “add-on”?

Uma das novidades que a Apple apresentou durante o evento de Setembro de 2013 foi a inclusão de um sensor biométrico no seu smartphone. Esta ideia não é realmente inovadora pois há já vários anos que existem portáteis com este tipo de sensores e (falando por mim) dão imenso jeito para quem tem a memória curta :P

E na realidade esta também não é uma novidade em smartphones pois o Motorola Atrix já tem esta funcionalidade desde 2011 (já agora, alguém que tenha este smartphone pode providenciar algum feedback nesta funcionalidade?). Mas a Apple diz que o sensor deles é algo “de outro mundo” pois é muito mais evoluído, mais fiável e mais rápido de utilizar.

O que podemos fazer com o sensor biométrico do iPhone 5S

O novo sensor biométrico do iPhone 5S é uma peça fulcral para a funcionalidade Touch ID. O Touch ID permitirá identificar univocamente o utilizador através da leitura da sua impressão digital. O Touch ID é então o substituto das passwords ou dos padrões de segurança que utilizamos nos nossos smartphones.

iPhone 5S - evento - Sensor Biométrico às peças

Por um lado, acaba-se o risco do utilizador escolher passwords ou padrões fracos. Mas por outro lado ficamos mais inseguros pois nós utilizamos várias passwords e códigos variados nos diferentes serviços ou contas online (ou pelo menos era o que devíamos fazer), e com o Touch ID vai ser uma “password” igual para tudo. O iPhone 5S vai permitir efectuar compras bastando apenas a nossa impressão digital. Segundo a Apple a impressão digital vai estar guardada de um modo muito seguro dentro de um sítio específico no CPU e nunca irá sair do smartphone. Agora falta saber a posição da NSA em relação a este assunto :P

Como funciona?

O novo sensor biométrico do iPhone 5S tem uma espessura de 170 microns, tem uma resolução de 500ppi e consegue ler a impressão digital em 360 graus, ou seja, não é preciso colocar o dedo numa posição específica, qualquer posição serve. Basta pousar o dedo em cima do botão (continua a ser um botão clicável) que é protegido por um vidro de cristal de safira, tal e qual como a nova câmara do iPhone 5S.

Na realidade o que acontece é que é tirado um género de fotografia que depois é analisada e verificada. A Apple diz que este sensor consegue ler o dedo até ao limite da camada da epiderme da pele pelo que não há problema de termos o dedo com pequenos cortes ou calejado da enxada :D

Ainda não é explicito quantas pessoas é que poderão ser autorizadas a utilizar o mesmo smartphone. Dá para configurar vários dedos para a mesma pessoa e claro que há um sistema de recuperação de entidade para casos mais extremos.

E então? Entusiasmados por esta novidade?

Endereço de Email

2 COMENTÁRIOS

  1. Eu tenho um ACER M900 (smartphone windows mobile de 2009) com esta funcionalidade e sei que já havia outros mais antigos com isto.
    Posso dizer que foi uma das primeiras coisas que desactivei e que o pessoal tirava nas ROM’s cozinhadas.
    É bonito para inglês ver, mas na prática não dava jeito e cada vez que emprestava o telemóvel a alguém (para telefonar, jogar, etc) lá tinha de de volta e meia andar a passar o dedo…

Partilha a tua opinião