Análise Huawei Ascend P6: o smartphone mais fino do mundo – Teste RD

No passado dia 18 de Junho, um dia estrategicamente escolhido, a Huawei mostrou ao mundo o seu novo Huawei Ascend P6, aquele que é até à data o smartphone mais fino do mundo com apenas 6,18 milímetros de espessura! Passados uns dias a analisar este telefone, chegou a altura de vos dizer o que achei dele através de mais um Teste RD!

Huawei Ascend P6 - Frente (ecrã ligado)

Apresentação

Tive o grande privilégio de poder ter estado presente na apresentação mundial do Huawei Ascend P6 em Londres. Na altura tinha ficado muito bem impressionado com o trabalho que a chinesa Huawei desenvolveu neste smartphone.

Isto porque, logo a saltar à vista, estava a sua incrível e reduzida espessura aliada a uma qualidade de construção como é raro ver nos equipamentos Android. Isto aliado a um design muito agradável (que não deixará de fazer lembrar um certo concorrente do Ascend P6) e materiais de construção de alta qualidade como o alumínio.

Se juntarmos umas características técnicas que, apesar de não serem de topo, não deixam o Ascend P6 envergonhado então temos de facto uma mistura que promete. Mas será que em utilização este smartphone consegue cumprir com as boas primeiras impressões que causa?

Ora é isso mesmo que vamos ver nesta nossa análise ao Huawei Ascend P6. Mas antes de entrarmos “a sério” neste Teste RD vamos, como de costume, olhar para a lista de características deste smartphone e descortinar desde já os seus pontos mais e menos positivos.

Se fizerem o favor de passar para a próxima secção deste teste, conto-vos tudo já de seguida.

Características técnicas

De seguida deixo-vos as características técnicas do Huawei Ascend P6:

Processador
Fabricante Huawei
Modelo K3V2
Núcleos 4 x AMR Cortex-A9
Velocidade 1,5GHz
GPU Vivante GC4000
Software
Sistema Operativo Android Jelly Bean (4.2.2)
Interface Emotion UI 1.6
Memória
RAM 2GB
Tipo RAM LPDDR2 SDRAM
Memória Interna 8GB
Tipo Interna Flash EEPROM
Expansão de memória microSD, até 32GB
Ecrã
Tipo IPS+ LCD
Tamanho 4,7 polegadas
Resolução 720 x 1.280 pixels
Densidade 313,5 ppp
Revestimento Corning Gorilla Glass
Áudio
Saída 3,5 mm
Coluna Sim (traseira)
Comunicações Móveis
Bandas GSM850, GSM900, GSM1800, GSM1900, UMTS850 (B5), UMTS900 (B8), UMTS1700/2100 (B4), UMTS1900 (B2), UMTS2100 (B1)
Ligações de dados GPRS, EDGE, UMTS, HSDPA, HSUPA (5,76Mbps), HSPA+ (21Mbps)
Tipo cartão SIM micro SIM
Ligações
USB Sim, microUSB 2.0
Bluetooth Sim, 3.0
Rede sem fios WiFi 802.11 a/b/g/n
NFC Não
Fotografia e vídeo
Tipo Sensor CMOS, BSI
Resolução 8 megapixels (3.264 x 2.448 pixels) + frontal de 5MP (2.592 x 1.944 pixels)
Flash Sim, LED
Focagem automática Sim
Formato gravação de imagem JPG
Formato gravação de vídeo 3GP, 3G2, MPEG4
Outros Vídeo e foto HDR; Beauty Shot; Detecção de sorriso; Detecção de rostos;
Leitor Multimédia
Compatibilidade áudio MP3/eAAC+/WMA/WAV
Compatibilidade vídeo DivX/XviD/MP4/H.263/H.264/WMV
Rádio FM Sim, com RDS
Saída TV Sim, Full HD via porta USB (MHL)
Receptor GPS
Tipo Interno, com a-GPS, Quick GPS, Geotagging
Protocolo NMEA 0183
Bateria
Tipo Iões de lítio, não removível
Capacidade 2.000mAh
Autonomia 2G (stand-by/conversação) até 416h / até 28h
Autonomia 3G (stand-by/conversação) Até 315h / até 14h30
Dimensões
Corpo 65,5 x 132,6 x 6,18 milímetros
Peso 120 gramas
Volume 53,7 cc3

Como podem ver o Ascend P6 apresenta um conjunto de características bastante equilibrado a começar pelo seu processador quad-core a 1,5GHz. É verdade que não conta com os mais recentes núcleos Cortex-A15 mas ainda assim não deixa de ser um processador potente o quanto baste para uma utilização mais intensiva.

A acompanhar o processador temos 2GB de RAM e 8GB de memória interna. Aqui gostaríamos de ver um valor igual ou superior a 16GB mas o facto de termos à nossa disposição uma entrada para um cartão microSD acaba por minorar este facto.

Além disso encontramos um sensor fotográfico de 8 megapixels e um sensor frontal de 5 megapixels, coisa rara nos dias que correm. A bateria também se destaca pois apresenta uma capacidade interessante, sobretudo tendo em conta a reduzida espessura do Ascend P6.

Por fim falta falar um pouco do ecrã que tem uma diagonal de 4,7 polegadas e uma resolução HD que lhe confere uma densidade a rondar os muito aceitáveis 315ppp.

Como nota negativa temos o facto da bateria não ser removível assim como o facto deste não ser um equipamento já compatível com as novas redes 4G. Não se pode ter tudo, eu bem sei, mas o 4G neste telefone levaria-o para outro patamar e faria dele um smartphone ainda mais interessante do que já é.

Agora que já olhámos para as características técnicas deste Huawei Ascend P6 vamos então analisar a embalagem e os acessórios incluídos com este smartphone.

Embalagem e acessórios

A embalagem em que recebemos o Ascend P6 é quase quadrada e toda branca. Imagino que nas lojas esta tenha uma espécie de capa por cima que mostre às pessoas o que vem lá dentro :)

O que é certo é que logo na embalagem vemos que o Ascend P6 marca uma viragem para a Huawei, com uma atenção à qualidade e detalhe uns furos acima daquilo que temos vindo a ver na marca chinesa. Isto porque a embalagem é feita de um cartão muito agradável ao toque e tem uma pequena tira em tecido que nos permite fazer deslizar o interior da embalagem e revelar de imediato o Ascend P6.

Huawei Ascend P6 - Embalagem Huawei Ascend P6 - Embalagem

Por baixo do telefone encontramos três caixas que, à primeira vista parecem não ser mais do que enchimento. Mas na realidade o melhor é não colocarem logo tudo isto no lixo pois trata-se das caixas onde encontramos os acessórios que a Huawei juntou ao Ascend P6.

Aqui fica a lista do que podemos encontrar juntamente com este smartphone:

  • Cabo USB/microUSB;
  • Carregador de parede;
  • Auscultadores;
  • Capa de protecção;
Huawei Ascend P6 - Conteúdo da embalagem

Se seguem com atenção as nossas análises então sabem que frequentemente falamos na pena que é as marcas não incluírem com os seus equipamentos uma simples capa de protecção. Mesmo por mais “fraca” que seja sabe sempre bem termos direito a esse “mimo”, sobretudo quando desembolsamos largas centenas de euros por um smartphone.

Huawei Ascend P6 - Capa de protecção Huawei Ascend P6 - Capa de protecção

Aqui no caso do Ascend P6 a Huawei faz-nos esse favor e inclui uma capa em silicone que é bastante prática e ajuda-nos assim a proteger um pouco o P6. Claro que não será a capa com o melhor design de todos os tempos mas é eficaz pelo que não há mesmo como pedir mais.

De resto os auscultadores são de boa qualidade, tanto na construção como na qualidade sonora. Claro que não estamos aqui a dizer que estes fones irão agradar ao mais exigente audiófilo mas acredito que serão suficientemente bons para a grande maioria das pessoas.

Antes de passarmos para a próxima secção deste Teste RD, uma pequena nota para o cabo USB. E o que tem este cabo? Bem, trata-se de um cabo normal só que tem a particularidade de ter um design que, também ele, nos faz lembrar o cabo de alimentação de…. um iPhone 5 :)

Design e aspecto geral

Aspecto geral

Não vou andar aqui com rodeios: o Huawei Ascend P6 é o telefone mais bem construído e mais bonito que me passou pelas mãos nos últimos tempos! Para isso contribui a grande qualidade dos materiais empregues e que foram meticulosamente montados pela Huawei.

De facto, e se pensarmos nos terminais que esta empresa produzia há apenas dois anos, vemos que a Huawei tem apostado imenso neste segmento de mercado e que quer subir nas tabelas de vendas não só através de preços competitivos mas também com equipamentos de alta qualidade. O Ascend P6 é sem dúvida exemplo disso.

Huawei Ascend P6 - Frente

Até porque, a juntar a esta qualidade de construção e ao design apelativo, o Ascend P6 é o telefone mais fino do mundo, com uma espessura de apenas 6,18 milímetros. Esta espessura pode induzir uma ideia de maior fraqueza do dispositivo mas a verdade é que o corpo unibody em alumínio (feito de uma única peça) é muito resistente e em nenhum momento temos medo que devido a esta reduzida espessura o telefone se possa partir ao meio :)

Com as suas 120 gramas, o Huawei Ascend P6 acaba por ser um telefone um pouco mais pesado do que se poderia esperar antes de lhe pegar. Não quer isto dizer que ele seja pesado mas sim que este acaba por ter uma boa presença na mão e o seu peso reforça a sensação de solidez e robustez que temos ao segurar este smartphone.

Vejam de seguida a nossa análise em vídeo ao design do Ascend P6:

O design ao pormenor

Olhando agora com pormenor para o design do Huawei Ascend P6, e olhando em primeiro lugar para a sua frente, encontramos o ecrã de 4,7 polegadas. Este ecrã tem uma resolução de 720 x 1.280 pixels, uma densidade de cerca de 315ppp e é do tipo IPS+. É verdade que não é um ecrã Full HD mas, sinceramente, para este tamanho de painel não senti falta de mais resolução. Até porque um ecrã Full HD também gasta mais energia (devido ao maior processamento necessário para actualizar a imagem mostrada) o que implica uma menor autonomia.

Huawei Ascend P6 - Teste RD: Medidas do ecrã

Em exterior o ecrã do Huawei Ascend P6 é fácil de utilizar graças a uma luminosidade máxima bastante boa. Quanto à detecção dos nossos toques, a sensibilidade do ecrã é muito boa e não tive problemas na sua utilização. A Huawei, à semelhança da Nokia, inclui um modo ultra-sensível que permite utilizar o Ascend P6 mesmo que tenhamos luvas calçadas.

Não sei bem porque é que esta é uma opção que temos de activar nas definições do telefone. Talvez se deva ao facto desta poder gastar mais bateria se estiver activa… De qualquer forma a verdade é que funciona muito bem o que nos permite então utilizar o equipamento em condições mais adversas.

Huawei Ascend P6 - Detalhe frente

Além do ecrã o Huawei Ascend P6 tem na frente os sensores de proximidade e luminosidade, o auscultador para as chamadas telefónicas e a câmara frontal. Esta câmara tem uma resolução de 5 megapixels e acaba por ter uma qualidade bastante aceitável e acima do que podemos encontrar em muitos dos concorrentes do Ascend P6. Mas sobre isso falarei com mais detalhe na secção desta análise dedicada à fotografia e vídeos.

Por baixo do ecrã encontramos apenas o logótipo da Huawei. Não há aqui botões mecânicos pois os botões de controlo do sistema estão a cargo do software e estão acessíveis através do ecrã do telefone.

Huawei Ascend P6 - Traseira

Olhando para a parte de trás do Huawei Ascend P6 vemos que a Huawei optou por utilizar alumínio escovado para revestir o aparelho. Uma excelente escolha que dá ao Ascend P6 um toque distinto, muito agradável e que transmite uma sensação de qualidade.

No canto inferior esquerdo notamos que existem uma série de furos no alumínio que não são mais do que as saídas de som para o altifalante do telefone. O som produzido por este altifalante é surpreendente pois devido à espessura do telefone poderíamos pensar encontrar um som sem profundidade e com pouca qualidade. A verdade é que a Huawei fez um trabalho neste campo e o som produzido é muito aceitável, com um volume máximo suficiente e com pouca distorção que permite ouvirmos convenientemente algumas músicas armazenadas no telefone.

Huawei Ascend P6 - Altifalante Huawei Ascend P6 - Logotipo traseiro

Rodando o Ascendo P6 encontramos no topo do telefone a porta microUSB que nos permite recarregar a bateria do equipamento assim como transferirmos ficheiros entre o telefone e o nosso computador. Ligeiramente acima da porta microUSB temos um microfone auxiliar quer permite ao Ascend P6 fazer redução activa de ruído ambiente e assim permitir uma maior clareza da nossa voz quando estamos em chamada.

Do lado direito temos os botões de alimentação e volume. Metálicos, estes botões estão bem colocados mas, na minha opinião poderiam ser ligeiramente mais salientes de modo a permitir uma utilização mais fácil com apenas uma mão. Abaixo dos botões temos as duas gavetas que nos permitem colocar o cartão microSD e micro SIM.

Huawei Ascend P6 - Topo Huawei Ascend P6 - Lateral direita
Huawei Ascend P6 - Lateral Esquerda Huawei Ascend P6 - Fundo

Do lado oposto, à esquerda do telefone, temos apenas, em baixo, uma pequena saliência que não é mais do que uma “tampa” especial para a saída de som de 3,5mm. Esta tampa é especial porque na realidade serve como peça para abrirmos as tais gavetas para os cartões microSD e microSIM. A ideia, em si, é excelente pois podemos andar sempre com a tal peça e assim podermos trocar de cartão microSD em qualquer altura. E ainda protege o jack de 3,5mm da entrada de pó.

Huawei Ascend P6 - Jack 3,5mm Huawei Ascend P6 - Peço para gavetas

Mas, na prática, quando ligamos os fones ao Ascend P6 ficamos com a dita peça… ao Deus dará. Quem tiver um Huawei Ascend P6 e ligar com frequência auscultadores com fio, terá de ter muito cuidado para não perder esta parte do telefone.

Na parte de baixo do telefone temos apenas o microfone principal. Esta parte é arredondada e feita de plástico. Muito provavelmente isso deve-se ao facto das antenas do telefone (voz, 3G, WiFi, etc…) estarem localizadas aqui. Assim, utilizando plástico nesta zona a Huawei garante uma boa recepção de sinal sem “estragar” muito o design.

Uma última nota para o facto da bateria do Huawei Ascend P6 não ser removível e não a podermos trocar manualmente. Isto para alguns pode não ser um problema, para outros é um ponto negativo pelo que fica o reparo.

Sistema operativo

O Huawei Ascend P6 já vem de fábrica com o até há dias mais recente Android, na versão 4.2.2. Em cima deste sistema operativo, a Huawei colocou a sua interface Emotion UI 1.6, de que falarei com mais detalhe na próxima secção.

Aproveitando o poder do processador quad-core a 1,5GHz, dos seus 2GB de RAM e da optimização do Android 4.2.2 o Huawei Ascend P6 é um smartphone de utilização muito fluída e durante o tempo que o tive não me apercebi de nenhum tipo de travagem ou quebra de desempenho.

Huawei Ascend P6 - Screenshot Huawei Ascend P6 - Screenshot

O que é mais curioso é que quando recebi o Ascend P6 este vinha com uma ROM destinada ao mercado chinês. Como talvez saibam, estas ROMs são diferentes daquilo a que estamos habituados em dispositivos Android pois não inclui os serviços do Google a que estamos habituados como, por exemplo, o Google Play ou o Gmail.

Passado uns dias desloquei-me até às instalações da Huawei para me colocarem a ROM internacional (a mesma que vem com o telefone adquirido em Portugal). Em termos de desempenho ambas estão ao mesmo nível sendo que nesta segunda ROM já temos acesso aos serviços Google o que torna a experiência muito mais interessante. Foi de facto uma curiosidade engraçada poder, durante uns dias, ver uma realidade a que não estamos habituados.

Quanto ao desempenho em números, recorri ao Quadrant e AnTuTu para poder quantificar o desempenho “em bruto” deste Huawei Ascend P6. No primeiro caso, e ao fim de 10 testes, tive uma média de 4.926 pontos o que coloca o Ascend P6 ao nível de um HTC One X.

Huawei Ascend P6 - Screenshot Huawei Ascend P6 - Screenshot

Já no AnTuTu, e também ao fim de 10 ciclos de teste, a média ficou-se nos 12.868 pontos.

Ainda ao nível do sistema operativo, a Huawei decidiu melhorar a gestão de energia para conseguir obter uma maior autonomia de utilização sem aumentar a capacidade da bateria. Até porque estamos a falar do smartphone mais fino do mundo e digamos que o espaço livre para fazer crescer uma bateria não é propriamente muito.

Huawei Ascend P6 - Screenshot

Esta funcionalidade / aplicação que a Huawei desenvolveu permite-nos escolher entre três modos de funcionamento do telefone: normal, equilibrado ou poupado. No vídeo onde analisamos o software deste Ascend P6, e que podem ver na próxima secção, abordamos em detalhe esta funcionalidade.

Além disso a Huawei também apostou na segurança e desenvolveu um gestor de permissões que nos permite controlar, de forma bastante detalhada, as permissões de cada aplicação. Ou seja: podemos definir que aplicações têm acesso aos nossos dados, a notificações ou mesmo à rede de dados. É algo que pode dar muito jeito, principalmente se guardarmos no nosso smartphone dados mais “sensíveis”.

Interface

A interface que a Huawei colocou no Ascend P6 é a nova Emotion UI 1.6, desenvolvida pela própria marca chinesa. Quem gosta de “brincar” e mexer em ROMs alternativas irá com toda a certeza reconhecer semelhanças (muito fortes) com a MIUI.

Huawei Ascend P6 - Screenshot Huawei Ascend P6 - Screenshot

A Emotion UI tem uma série de ideias e conceitos um pouco diferentes daquilo a que estamos habituados noutros equipamentos Android. A principal diferença acaba por ser a falta de uma lista de aplicações. Ou seja: não há um botão no qual carregamos e conseguimos ver todas as aplicações que temos instaladas no smartphone.

“Então como fazemos para aceder às nossas aplicações?” perguntam vocês. É simples: sempre que instalamos uma nova app, o seu ícone é criado num dos ecrãs da interface. Depois podemos gerir estes ícones todos da forma que queremos, quer seja reorganizá-los ou então agrupá-los em pastas.

No fundo acaba por ser tudo muito simples e fácil de utilizar… a partir do momento em que nos habituamos a não ter de recorrer à lista de aplicações.

Aqui fica a nossa análise em vídeo ao software e interface do Huawei Ascend P6:

No geral a interface é muito fluída e agradável de se utilizar. Podemos personalizá-la com um dos muitos temas disponíveis; podemos também definir qual a transição que queremos ver quando deslizamos o dedo lateralmente para mudar de ecrã. Neste caso temos muitos efeitos à nossa disposição o que permite de vez em quando dar um ar novo quando estamos cansados de ver a mesma animação :)

Na secção anterior deste teste falava-vos que tinha, inicialmente, recebido o Ascend P6 com a ROM chinesa. Uma das diferenças que notei é que essa ROM permitia esconder a barra de botões de sistema: do lado direito havia uma pequena seta que fazia com que a barra se escondesse e para voltar a tê-la disponível bastava deslizar o dedo de baixo para cima partindo de fora do ecrã. É uma funcionalidade que não está presente na ROM disponível em Portugal e é pena pois nalgumas ocasiões dava muito jeito, principalmente para conseguirmos ter mais espaço “útil” no ecrã.

Internet e redes sociais

Em termos de ligação à rede, o Ascend P6 traz o já essencial módulo WiFi sendo que ao nível da rede de dados podemos contar com um modem 3G+ com uma capacidade para fazer downloads a 21Mbps e uploads a 5,76Mbps. É pena não termos aqui um modem 4G LTE mas a Huawei já nos tinha afirmado que a ideia com o Huawei Ascend P6 era criar um smartphone com estilo, bem construído mas não forçosamente topo de gama.

Huawei Ascend P6 - Screenshot Huawei Ascend P6 - Screenshot

Ainda assim uma ligação 3G é perfeitamente suficiente hoje em dia pois, nalguns casos, nem este tipo de rede está disponível (com qualidade) em 100% do território. Os testes que fiz com o Ascend P6 mostraram que o modem consegue boas velocidades de ligação, perfeitamente dentro daquilo que seria de esperar tendo em conta as condições em que foram feitas as medições (nomeadamente o local).

Ora aqui fica a nossa analise em vídeo às capacidades de navegação na internet do Ascend P6:

No que toca a redes sociais, a única aplicação que vem instalada de fábrica é a do Google+. Se quisermos aceder ao Facebook ou Twitter tal é possível mas temos primeiro de passar pelo Google Play para descarregar e instalar as respectivas aplicações. Uma vez isso feito, o seu funcionamento está dentro daquilo que seria de esperar e não notei qualquer tipo de problema para estar em contacto com os meus amigos (reais ou virtuais :) ).

O browser internet por seu lado revelou-se apenas mediano. Não é mau mas também não brilha. Apesar das velocidades de acesso à rede serem boas a velocidade de carregamento das páginas está ligeiramente abaixo daquilo que vimos em telefones equivalentes. Temos acesso ao pinch-to-zoom, para ajustar o tamanho de visualização dos sites que visitamos mas, por vezes, este funciona de forma um pouco estranha.

Apesar disso temos acesso a muitas opções, tal como já estamos habituados num browser de um dispositivo Android. É muito fácil abrirmos um novo separador e podemos também pedir para guardar uma página para leitura quando estivermos off-line e desligados da internet. Infelizmente continua a faltar uma funcionalidade que acho indispensável: o ajuste automático do texto consoante o zoom que temos definido. É algo que continua a aparecer em apenas alguns navegadores e é de facto uma pena.

Multimédia

Para carregarmos alguns ficheiros multimédia no Huawei Ascend P6 não utilizei o cartão microSD mas sim directamente a memória interna do dispositivo. Para tal liguei o Ascend P6 ao meu computador através do cabo USB fornecido (como sempre faço).

Após o sistema reconhecer a presença do Ascend P6 e instalar os controladores necessários à boa comunicação entre ambos os equipamentos comecei a copiar os ficheiros de teste que utilizo sempre nestas ocasiões. Tudo muito simples mas… algo lento. Não sei porquê mas a transferência dos ficheiros demorou um bocado mais tempo do que o habitual…

Huawei Ascend P6 - Screenshot

Uma vez o telefone apetrechado com os ficheiros de teste, foi altura de ver como ele se portava a reproduzi-los. Primeiro olhamos para o leitor de vídeo que foi capaz, de fábrica e sem recorrer a alternativas no Google Play, de ler ficheiros MKV (com som e tudo!) assim como Xvid e Divx. Trailers em H.264 (tanto HD como Full HD) também foram reproduzidos sem qualquer tipo de problema ou paragens.

E o melhor é que este leitor também suporta a utilização de legendas no formato SRT. Ouro sobre azul pois quem gosta de poder ter legendas não precisa de recodificar os vídeos entes de os enviar para o seu smartphone. Também a navegação nos vídeos através da barra de navegação foi rápida e quase sem interrupções.

Huawei Ascend P6 - Screenshot Huawei Ascend P6 - Screenshot

Quanto à reprodução musical temos uma aplicação da Huawei dedicada a isso mesmo. A disposição das opções é um pouco diferente daquilo a que estamos habituados num leitor de música “tradicional” mas acaba por ser uma novidade interessante. Podemos aceder à nossa colecção de música pelos atalhos do costume (álbuns, artistas, etc…) e a ergonomia global da aplicação não é má.

Um ponto positivo para o suporte de ficheiros como o AAC e o FLAC o que permite que quem goste de recorrer a ficheiros com um pouco mais de qualidade do que o MP3 possa fazê-lo sem medos com o Huawei Ascend P6.

O som produzido pelo altifalante traseiro do Ascend P6 surpreende. E pela positiva. Se tivermos em conta a reduzida espessura deste smartphone poderíamos pensar que o som produzido seria de baixa qualidade e muito “nasalado”. A verdade é que a qualidade sonora acaba por ser bastante boa. A quem mostrei o telefone a debitar no volume máximo umas músicas ficou agradado com o som produzido, com um bom volume máximo e sem grande distorção sonora.

Jogos

Em jogos o poder do processador quad-core a 1,5GHz e dos 2GB de RAM que o acompanham revela-se. Isto porque em títulos mais exigentes como o Real Racing 3 tudo funciona de forma muito fluída e sem muitas quebras de desempenho. Claro que jogos mais “básicos” (do ponto de vista gráfico) funcionam muito bem e a boa sensibilidade do ecrã de 4,7 polegadas faz com que seja fácil termos momentos lúdicos muito agradáveis com o Ascend P6.

Ainda assim em jogo, e sobretudo nos mais complexos, tal como acontece com outros modelos, o Huawei Ascend P6 tem tendência a aquecer um pouco, sobretudo na parte traseira. Não aquece tanto como o Galaxy S2 o fazia mas ainda assim dá para notar onde fica o processador :)

Fotografia e vídeos

A Huawei, aquando do lançamento do Ascend P6, indicou que tinha trabalhado imenso na parte fotográfica deste smartphone, nomeadamente ao nível do software. Além de incluir muitas opções para quem gosta de mexer nos parâmetros da máquina e ter total controlo criativo sobre as fotos através de uma multitude de opções, a Huawei também incluiu um modo automático que pretende facilitar imenso a vida de quem pretende apenas tirar fotos com a maior qualidade possível, sem ter de preocupar com aberturas ou velocidades de obturação.

Huawei Ascend P6 - Câmara fotográfica

Assim a máquina fotográfica do Huawei Ascend P6 é muito fácil de utilizar. Na realidade este modo automático funciona bastante bem e das fotos que fui tirando (mostro algumas nesta secção assim como na galeria de fotos desta review ao Huawei Ascend P6) poucas foram as que tive de repetir passando para o modo manual.

As cores produzidas são bastante vivas e fieis à cena fotografada. Também a nível de detalhe os 8 megapixels megapixels da câmara deste smartphone conseguem produzir imagem detalhadas e com bom recorte.

Huawei Ascend P6 - Foto de Teste Huawei Ascend P6 - Foto de Teste
Huawei Ascend P6 - Foto de Teste Huawei Ascend P6 - Foto de Teste

Além disso a Huawei também inclui um modo “beleza” que nos permite, através de um pequeno selector horizontal, definir o grau de “melhoramento” que queremos que o telefone aplique ao rosto de quem está a ser fotografado. Basicamente este modo permite que a cara do sujeito fotografado seja alisada automaticamente e pequenos defeitos como borbulhas ou rugas sejam disfarçados. No fundo trata-se de uma operação que muitos fazem no Photoshop só que aqui é feita no telefone e em tempo real.

Do lado menos positivo temos a notar que por vezes a exposição das fotos não é a melhor. Também do lado das panorâmicas tivemos resultados um pouco inferiores a que alguns concorrentes do Huawei Ascend P6 conseguem produzir. No caso do P6 temos mesmo fotos com uma variação demasiado pronunciada na exposição de cada “sub-foto” da panorâmica o que provoca um resultado final um pouco estranho.

Huawei Ascend P6 - Foto de Teste

De seguida podem ver a nossa análise, em vídeo, à aplicação que gere a câmara fotográfica do Ascend P6:

Quanto a vídeos podem desde já ver um exemplo do que é capaz o Huawei Ascend P6 (têm mais dois exemplo disponível no nosso canal YouTube que podem subscrever aqui):

Como puderam ver no vídeo acima, a qualidade de imagem é bastante aceitável. No entanto há pouca (ou nenhuma) estabilização de imagem. Este vídeo foi gravado num sítio estável e apenas com a rotação do corpo os “tremeliques” são bem visíveis.

GPS

O receptor GPS presente no Huawei Ascend P6 mostrou-se à altura das exigências. Confesso que com o corpo quase totalmente metálico deste smartphone pensei que esta parte pudesse apresentar alguma limitação mas tal não se verificou.

A captação de sinal esteve perfeitamente dentro daquilo a que estamos habituados hoje em dia: com uma ligação 3G activa demora cerca de 2 segundos para ter uma localização aproximada e cerca de 6 segundos para ter a localização definitiva e muito precisa.

Huawei Ascend P6 - Screenshot Huawei Ascend P6 - Screenshot

Sem a ligação 3G isto demora um pouco mais mas nos testes que fiz fiquei sempre menos de um minuto à espera de obter dados sobre a minha localização. É um valor muito aceitável e que não deverá chocar muita gente.

Quanto à navegação em estrada, temos ao nosso dispor o Google Maps com o seu serviço Navigation. Este serviço tem vindo a evoluir e cada vez mais se afigura como uma opção muito sólida para quem não se importa de ter uma ligação à internet activa enquanto conduz.

Caso contrário há alternativas na Play Store, como o TMN Drive, que gratuitamente nos dão navegação por GPS offline em Portugal e que também funcionam sem problemas no Ascend P6.

Autonomia

A autonomia do Huawei Ascend P6 é bastante boa para um telefone tão fino. A capacidade da bateria (que não é removível) é de 2.000mAh e numa utilização normal consegui em média cerca de 36 horas de utilização com uma única carga.

Num uso mais moderado cheguei mesmo a conseguir 48 horas o que é bastante bom. É claro que se utilizarmos o telefone de forma muito mais intensiva, com longos períodos de escuta musical ou utilização de tráfego 3G teremos de carregar o Ascend P6 todos os dias.

Huawei Ascend P6 - Screenshot

E se estivermos dispostos a sacrificar um pouco da potência e desempenho do Ascend P6 podemos recorrer a um utilitário que a Huawei desenvolveu e que nos permite alternar entre modos de gestão de energia pré-definidos. Funciona bastante bem e permite de facto aumentar o tempo de utilização do telefone por mais um par de horas o que pode dar muito jeito quando não temos nenhum carregador por perto :)

Resumindo e concluindo

O Huawei Ascend P6 é um dos telefones que mais me surpreendeu nos últimos tempos. Com materiais verdadeiramente premium e uma sólida qualidade de construção, o Ascend P6 impressiona assim que se lhe pega. Depois vem o espanto com a extrema fineza do dispositivo e um funcionamento bastante intuitivo.

Huawei Ascend P6 - Logotipo frente

Infelizmente o Ascend P6 sofre de alguns (ligeiros) problemas ao nível do software. Apesar de não estragarem de todo o prazer de utilização do P6 há aqui ou ali falhas que poderiam ser evitadas. Caso a Huawei lance uma actualização para corrigir estes pontos menos positivos estamos mesmo perante um dos dispositivos mais interessantes do ano. E que vem provar que a marca chinesa quer mesmo ter uma palavra a dizer no mundo dos smartphones.

Da nossa parte, se continuarem a evoluir como têm feito, apenas podemos ficar curiosos para ver o que a marca nos reserva no futuro!

Pontos a favor :)

  • Qualidade dos materiais;
  • Qualidade de construção;
  • Design;
  • Desempenho;
  • Capacidades multimédia;

Pontos contra :(

  • Algumas falhas a nível de software;
  • Browser um pouco lento;
  • Exposição inconsistente nas fotos;

Por tudo o que explicámos ao longo desta análise ao Huawei Ascend P6 decidimos atribuir-lhe o seguinte Selo RD:

Selo RD - Ouro

O que significa este selo?

Tivesse a Huawei apostado numa versão com 4G e corrigido os pequenos problemas de software e o Huawei Ascend P6 teria com certeza arrecadado a pontuação máxima!

Página oficial do Huawei Ascend P6

[pais id="pt"]
Quanto custa o Ascend P6? Verifica aqui (e não há portes de envio para Portugal!)
[/pais]

Agora que estamos prestes a chegar ao fim deste Teste RD ao Huawei Ascend P6 (falta ainda a galeria de imagens assim como as fotos e vídeos de teste feitos com este equipamento) resta-me agradecer a vossa companhia. Como de costume, se tiverem alguma dúvida, questão, sugestão ou crítica não hesitem em entrar em contacto connosco!

Galeria de imagens

Estas são as fotografias que foram tiradas ao Huawei Ascend P6 durante a realização deste teste:

Fotos de teste

As fotos aqui expostas foram redimensionadas. Podem ver os originais na nossa galeria Flickr.

Huawei Ascend P6 - Foto de Teste Huawei Ascend P6 - Foto de Teste Huawei Ascend P6 - Foto de Teste Huawei Ascend P6 - Foto de Teste Huawei Ascend P6 - Foto de Teste Huawei Ascend P6 - Foto de Teste Huawei Ascend P6 - Foto de Teste Huawei Ascend P6 - Foto de Teste Huawei Ascend P6 - Foto de Teste Huawei Ascend P6 - Foto de Teste

Vídeos de teste

Mais vídeos no canal YouTube do Revolução Digital. Subscreve o nosso canal aqui!

43 Respostas

      • Gonçalo S.

        não, por exemplo no ’0:48′ do video “internet e Redes Sociais” ao primeiro clique, o navegador não respondeu…

      • Pedro Anastácio

        Pois… sinceramente não me recordo bem o que ali aconteceu. De qualquer forma, e durante o tempo que tive o telefone essa não foi uma situação recorrente pelo que não me parece preocupante

  1. Pedro Araújo

    Excelente review como sempre! Parabéns.
    Sei que são 2 smartfones diferentes mas se pudesses escolher qual comprarias?
    Iphone 5c – 600 euros ou mais
    Huawei Ascend P6 – 369 euros

    Responder
    • Máximo

      Aproveito a deixa do Pedro Araújo, mas para perguntar ao Pedro Anastácio de qual ele escolheria, já que tiveste o prazer de fazeres a análise a esses dois.
      Design à parte, já que aí o Huawei sai favorecido:
      Huawei Ascend P6
      LG Máximo G
      Obrigado.

      Responder
      • Pedro Anastácio

        Pessoalmente gostei mais da qualidade de construção do Huawei mas gostei mais da interface do LG. A câmara no LG é também um pouco melhor. Em termos de desempenho em utilização normal, ambos são muito fluídos pelo que acho que não é por aí.

        A optar entre os dois? Optaria talvez pelo LG mas sem grande vantagem em relação ao Ascend P6

    • Pedro Anastácio

      De facto é uma pergunta um pouco difícil, para já, de responder. Primeiramente porque ainda não conheço o iPhone 5C (apenas no “papel”). Depois porque estamos a falar de dois sistemas operativos diferentes, ambos muito bons e com o seus prós e contras, e cada pessoa terá a sua preferência.

      Pessoalmente, e é mesmo apenas a minha opinião pessoal, prefiro Android pelo que dos dois escolheria este Ascend P6 até pela diferença de preço acentuada.

      Ainda assim o que recomendaria mesmo era esperar que o iPhone 5C chegue às lojas e vejas ambos os modelos lado a lado!

      Responder
    • ................................

      Iphone,claro! Android é um nojo. Iphone é o melhor telemóvel do mundo e quem disser o contrário é burro!

      Responder
      • Gonçalo S.

        iphone é o melhor telemóvel do mundo? quem não concordar é burro? Cada um tem a sua opiniao, e sao poucos os que concordam contigo…

      • Ricardo

        Poucos que concordam com ele nao é verdade…ate porque o iphone vende mais que qualquer outro dispositivo Android…

        Sabes porque é que dizes que poucos concordam? porque o pessoal que gosta de iphone nao tira tempo pa responder a fanboys android, pois tem mais que fazer ;)

      • Máximo

        Ter mais que fazer é que não têm, pois no mundo do Iphone não se passa rigorosamente nada, é monotonia atrás de monotonia. :)

        Quanto ao comentário do ……….. por aí se vê a inteligência de uma pessoa que escolhe um Iphone, é uma pessoa que na cabeça só tem ………

      • Pedro Anastácio

        ………….., mandar “bitaites” assim, escondido atrás de um nick tão original é fácil. Ainda assim é a tua opinião que temos de respeitar apesar de, pessoalmente, a achar um tanto ou quanto disparatada.

        Volto a dizer o que coloquei num comentário de outro artigo: nesta pseudo-guerrinha que muita gente gosta de alimentar apenas digo: escolham o que mais VOS convém, a cada pessoa como INDIVÍDUO que tem necessidades específicas e que serão muito diferentes das do vizinho.

        Depois de escolher em consciência aquilo que PRECISAM, não tentem justificar a vossa escolha ao denegrir os outros, simplesmente para tentarem mostrar à sociedade que acertaram na escolha.

  2. Paulo

    Bom trabalho.
    Gostaria que me explicassem uma coisa, vi que metes te o link da amzon uk e gostava de saber se comprar um telemovel la que diga sim free se vou ter algum problema em portugal a nivel de redes (tmn , vodafone etc) ?? Frequencias em que funcionam as redes etc

    Responder
  3. Nico

    Boas,eu vinha pedir uma opinião sobre qual smartphone deveria comprar.
    Este huawei P6 ou o sony xperia SP?
    Eu vou usar o telemóvel para jogar,para navegar na net,para tirar fotos,para ver vídeos no youtube .
    Obrigado desde já

    Responder
  4. jorge

    boas , ando indeciso entre o p6 e o Samsung note 2 , são muito idênticos variam um pouco na memoria tamanha ecras e câmara pelo k tenho visto mas também há uma diferencia muito grande de preço na qual pergunto se justifica pra quem vai utilizar mais para coisas pessoais , outra questão a nível de bateria visto k n sai se o sistema bloquear como em alguns telefones como fazemos visto k n da para tirar bateria … abraço

    Responder
    • Junior

      Não sei se tira sua dúvida referente a este aparelho, mas tenho um optimus g, ou maximo g aí em portugal, e caso venha a travar o que ainda não me aconteceu é só deixar o botão de ligar apertado por 10 segundos que ele reinicia.

      Responder
  5. hugo

    Tenho um huawei p6 que me caiu e o visor partiu, quanto me pode custar mudar o visor ou onde posso arranjar um para trocar .cumps
    Hugo Teixeira

    Responder
  6. Luís Miguel

    Olá,
    Durante os testes feitos ao P6 ele tinha película protectora ?

    Qual é a resistência do ecrã do P6?

    Alguém me pode dizer se é possível ter o P6 sem riscos no ecrã mesmo sem a película protectora?

    Cumprimentos.

    Responder
    • Pedro Anastácio

      Nos testes utilizamos sempre os telefones “tal qual” sem lhes acrescentar nada. Do que vi, e com uma utilização relativamente cuidada (não andava com moedas ou chaves no mesmo bolso do telefone) o ecrã do P6 manteve-se sem riscos.

      Obrigado pelo teu comentário Luís!

      Responder
  7. Máximo

    Já vi este Huawei em vários cartazes a 299€, ainda não deu para reparar é se é agarrado a uma operadora.
    Por 299€ parece-me ser um smartphone bem em conta.

    Responder
    • Pedro Anastácio

      Dentro daquilo a que se propõe e no segmento de mercado que quer atingir gostei bastante deste P6. E tal como dizes 299€ por ele é de facto uma oportunidade muito interessante

      Obrigado pelo teu comentário!

      Responder
  8. Mariana

    Estava indecisa entre o Huawei P6 e o Sony xperia L, qual é mais indicado para mim? Tendo em conta que vou usar para jogar jogos, ir a redes sociais e usar bastante a internet. Qual é mais indicado e que possuí mais memória interna?

    Responder
  9. Armando Oliveira

    Oi, ontem comprei o Huawei P6 em vez de um Samsung S3… Ainda não sei se fiz a melhor escolha mas… o tempo o dirá!

    Uma das coisas que me surpreendeu foi de facto a interface do Emotion IU deu direito a alguma confusão quando comecei a utilizar. Ora é rápido e fluido mas há aqui 2 coisa que me estão a fazer falta e ainda não descobri: como criar uma pasta para armazenar icons de apps e… como esconder app’s (como acabamos por memorizar as passwords no apps e não queremos que qq pessoa mexa…)

    Conseguias-me dar uma ajuda nestes 2 pontos?

    Obrigado.

    Já agora granda review: directa, acessivel e prática.

    Responder
  10. Tiago

    Boas. Tenho duas opçoes em vista o Huawei p6(299euros) e o galaxy s3(339euros). Para um utilizador normal de telemovel valerá apena a diferença de 40euros que me poderao servir para fazer um seguro ao telemovel?

    Responder
  11. sergio

    Boa noite Pedro me interessei muito pelo aparelho embora o preço permite mais calma na escolha entre outras marcas bem mais conhecidas e tradicionais, que conselho me daria, pois encontrei no site aliexpress ( compre china )o mesmo aparelho por U$ 320 frete grátis por Singapore post 15-60 dias isso em torno de R$ 788,00 reais metade do preço, desde já agradeço pela atenção obrigado.

    Responder
  12. André

    Bom dia
    Gostava de saber a sua opinião entre os smartphones huawei p6 e o samsung galaxy s3.
    Estou indecisso entre comprar um ou outro sendo que o samsung custa mais 40 euros.
    Obrigado

    Responder

Partilha a tua opinião!

O teu endereço de email não será publicado