Chegou há dias ao mercado português o mais recente smartphone da Nokia. Estamos a falar do Nokia Lumia 1020, que já tínhamos visto numa apresentação restrita em que o Revolução Digital teve o privilégio de estar. Depois de alguns dias a experimentar este novo telemóvel com forte vocação para a área fotográfica chegou a altura de te dar a conhecer a nossa análise ao Lumia 1020.

Nokia Lumia 1020 - Frente (ecrã ligado)

Bem-vindo a mais um Teste RD!

Apresentação

O Nokia Lumia 1020 foi colocado à venda em Portugal a 25 de Outubro e custa 780€. Antes disso tive a oportunidade de participar na apresentação deste smartphone em Portugal. Se bem te lembras fiquei bastante curioso com este smartphone, sobretudo devido ao seu enorme sensor de 41 megapixels e à tecnologia PureView que a Nokia trouxe para o Windows Phone.

Apresentado no início de Julho o Nokia Lumia 1020 soube desde logo captar a atenção de muita gente: não é de facto todos os dias que se vê chegar ao mercado um telefone com um sensor de 41 megapixels.

É verdade que se trata antes de mais de um smartphone. Ou pelo menos seria isso que se esperaria mas a verdade é que a própria Nokia parece interessada em comunicar muito mais o lado fotográfico do Lumia 1020, elevando-o ao estatuto de verdadeiro camera-phone.

Segundo a empresa, com este equipamento podemos perfeitamente deixar as nossas máquinas fotográficas compactas em casa e captar os momentos do nosso dia-a-dia com este Lumia 1020.

Será mesmo assim? Ora é precisamente para ficares a conhecer a resposta a esta pergunta (e muito mais) que esta review ao Lumia 1020 foi escrita.

Antes de mergulharmos a fundo no mundo do Lumia 1020 vamos primeiro, como de costume, conhecer melhor este equipamento através da sua lista de características técnicas. É só continuar a ler ;)

Características técnicas

Para sabermos todos do que estamos a falar nesta análise deixo-te de seguida as características técnicas do Lumia 1020

Processador
Fabricante Qualcomm
Modelo Snapdragon S4 MSM8960
Núcleos 2 x Qualcomm Krait
Velocidade 1512Mhz
GPU Qualcomm Adreno 225
Software
Sistema Operativo Windows Phone 8
Interface Modern UI
Memória
RAM 2GB
Tipo RAM LPDDR2 SDRAM
Memória Interna 32GB
Tipo Interna Flash EEPROM
Expansão de memória Não
Ecrã
Tipo AMOLED ClearBlack
Tamanho 4,5 polegadas
Resolução 768 x 1240 pixels
Densidade 332,6ppp
Revestimento Gorilla Glass 3
Áudio
Saída 3,5 mm
Coluna Sim (no fundo do telefone)
Comunicações Móveis
Bandas GSM850, GSM900, GSM1800, GSM1900, UMTS850 (B5), UMTS900 (B8), UMTS1900 (B2), UMTS2100 (B1)
Ligações de dados GPRS, EDGE, UMTS, HSDPA, HSUPA (5,76Mbps), HSPA+ (42Mbps), LTE (100/50Mbps), LTE2100 (B1), LTE1800 (B3), LTE2600 (B7), LTE900 (B8), LTE800 (B20)
Tipo cartão SIM microSIM
Ligações
USB microUSB 2.0
Bluetooth Sim, v3.0
Rede sem fios WiFi 802.11 a/b/g/n/i
NFC Sim
Outras DLNA, Hotspot 4G
Fotografia e vídeo
Tipo Sensor CMOS BSI
Resolução 41 megapixels (7.712 x 5.360) + frontal de 1,23 megapixels (vídeo HD)
Lente Carl Zeiss
Flash Xenon + LED
Focagem automática Sim
Formato gravação de imagem JPG, XMP
Formato gravação de vídeo 3G2, MPEG4 (1080p@30fps)
Outros PureView, Estabilização óptica de imagem, detecção de rostos, estabilização de vídeo
Leitor Multimédia
Compatibilidade áudio MP3/WMA/WAV/eAAC+
Compatibilidade vídeo MP4/DivX/XviD/H.264/H.263/WMV
Rádio FM Sim, FM com RDS
Saída TV Não
Receptor GPS
Tipo Qualcomm MSM8960 gpsOne
Norma NMEA 0183
Outros Assisted GPS, QuickGPS, Geotagging
Bateria
Tipo Iões de lítio
Capacidade 2.000mAh
Dimensões
Corpo 71,4 x 130,4 x 10,4 milímetros
Peso 158g
Volume 96,8cc3

Quando olhamos para esta lista de características não podemos deixar de notar que, tirando o sensor fotográfico, estamos perante aquilo que se fazia no topo dos smartphones Android há cerca de um ano.

Processador “apenas” dual-core, 2GB de RAM, ecrã de 4,5 polegadas… Ainda assim não podemos esquecer uma coisa: o Windows Phone é um sistema extremamente optimizado pelo que é de esperar que este hardware seja mais do que suficiente para que o funcionamento do telefone seja fluído e sem sobressaltos.

Em destaque há, claro, o enorme sensor de 41 megapixels que além da fantástica resolução que a apresenta tem também um tamanho físico superior ao que se costuma encontrar em smartphones.

Isto em conjunto com o sistema de estabilização óptico, a lente Carls Zeiss e o flash Xenon promete um desempenho fotográfico muito acima da média.

Embalagem e acessórios

Se algum dia compraste ou viste uma embalagem de um dos mais recentes smartphones Nokia então a caixa em que vem o Lumia 1020 não te irá surpreender. De todo.

Isto porque a embalagem deste smartphone é do mais “habitual Nokia” que temos visto. Trata-se de um paralelepípedo em cartão azul, feita de material reciclado e que é totalmente biodegradável. Um belo gesto por parte da Nokia que mostra mais um vez estar muito atenta às questões ambientais.

Nokia Lumia 1020 - Embalagem Nokia Lumia 1020 - Embalagem

No topo da embalagem encontramos uma foto do Lumia 1020 sendo que do lado esquerdo temos o nome deste smartphone impresso em letras garrafais.

Para termos acesso ao conteúdo da embalagem temos de abri-la como se de uma gaveta se tratasse. Uma vez feito isso temos de imediato o Lumia 1020 a “olhar” para nós.

Tal como já tinha sido partilhado aqui no RD, o momento do unboxing deste Lumia 1020 foi registado em vídeo. Podes ver o rever o vídeo já de seguida:

Como pudeste ver no vídeo acima a Nokia inclui juntamente com o Lumia 1020 os seguintes acessórios:

  • Auriculares e respectivas capas;
  • Cabo USB;
  • Carregador;
  • Peça metálica para abrir a gaveta do cartão microSIM;
Nokia Lumia 1020 - Conteúdo da Embalagem

No fundo trata-se de uma lista que não se destaca por trazer este ou aquele acessório a mais (como seria o caso de uma simples capa de silicone, por exemplo). É um conjunto de acessórios que representa o “mínimo sindical”.

Design e aspecto geral

O Nokia Lumia 1020 retoma em grande parte o design que já conhecemos dos anterioes Lumia. Este telefone tem um corpo em policarbonato que apesar de ser plástico é um plástico de extrema qualidade e resistência.

Nokia Lumia 1020 - Frente (ecrã desligado)

Além disso é muito agradável ao toque, sendo suave e macio. Isto não retira em nada o facto de ser mesmo resistente e transmitir também uma sensação de robustez muito apreciável.

No caso do Lumia 1020, e para conseguir encaixar o grande sensor de 41 megapixels, a Nokia teve de fazer “engordar” o corpo do smartphone e na traseira encontramos uma espécie de “bossa” saliente.

É claro que esta opção poderá não agradar a algumas pessoas mas no fundo era a única solução que a Nokia tinha para conseguir encaixar todos os elementos.

No fim de contas o Lumia 1020 acaba por ser um telefone com um design muito agradável mas um pouco pesado para o tamanho que tem.

Antes de olharmos em detalhe para o design do Lumia 1020 aqui fica o nosso vídeo onde analisamos este aspecto deste novo smartphone da Nokia:

O design ao pormenor

Olhando agora em detalhe para este smarpthone vemos que a frente do mesmo está dominada pelo ecrã AMOLED ClearBlack de 4,5 polegadas e que apresenta uma resolução de 768 x 1.240 pixels.

Nokia Lumia 1020 - Dimensões do Ecrã

Sendo do tipo AMOLED este ecrã apresenta umas cores bastante vibrantes e um excelente contraste, com pretos profundos e… mesmo pretos. A qualidade de imagem é muito boa e sinceramente não senti a falta de uma resolução maior. O HD+ do ecrã do Lumia 1020 é perfeitamente suficiente e à distância a que normalmente seguro o smartphone não dá para notar a diferença.

Também a tecnologia Nokia ClearBlack, que recorre ao uso de filtros polarizadores, faz com que os pretos sejam mesmo pretos e a quantidade de reflexos seja reduzida. Isso ajuda imenso em exterior e nesse aspecto o ecrã do Lumia 1020 é perfeitamente utilizável, mesmo em dias com sol intenso. Bom ponto.

Nokia Lumia 1020 - Câmara Frontal Nokia Lumia 1020 - Botões Frontais

Acima do ecrã encontramos os sensores de proximidade e luminosidade (que serve para ajustar automaticamente o brilho do ecrã) assim como a câmara frontal que nos permite tirar fotos de 1,23 megapixels assim como fazer vídeos em HD.

Abaixo do ecrã temos os três botões sensíveis ao toque que nos permitem trabalhar com o Windows Phone: retrocesso, home e pesquisa.

Nokia Lumia 1020 - Traseira

Olhando para a parte de trás do Lumia 1020 vemos que esta é claramente dominada pela área fotográfica deste smartphone. Juntamente com a lente Carl Zeiss (com estabilização óptica de imagem) temos um flash Xenon (igual ao de muitas compactas!) e ainda um pequeno flash LED que serve para auxiliar na focagem.

Esta parte é um pouco sobre-elevada (talvez demais para certas pessoas): no fundo é o preço a pagar para termos este tipo de câmara num smartphone sem que este tenha uma espessura demasiado grande em todo o corpo.

Ligeiramente abaixo da zona da câmara encontramos duas ligações douradas que servem para o Lumia 1020 poder comunicar com alguns dos acessórios que a Nokia desenvolveu para este smartphone.

Nokia Lumia 1020 - Topo Nokia Lumia 1020 - Lateral direita

Vendo agora as laterais deste telefone começamos pelo topo do Nokia Lumia 1020 onde encontramos a gaveta para a colocação do cartão microSIM e a saída de som de 3,5 milímetros.

Do lado direitos temos todos os controlos mecânicos do telefone. Na parte superior temos os botões de volume sendo que ao meio temos o botão de alimentação que permite ligar e desligar o Lumia 1020 assim como o ecrã. Na parte inferior desta lateral encontramos o disparador da câmara que é de duas posições: carregamos até meio para fazer a focagem e depois tudo para captar a foto.

Nokia Lumia 1020 - Fundo Nokia Lumia 1020 - Lateral esquerda

Na lateral inferior do telefone temos apenas o microfone e a saída de som do altifalante do Lumia 1020. Este último é de boa qualidade e produz um som bastante decente para um smartphone.

A lateral esquerda do Lumia 1020 é toda limpa pois não tem nenhum tipo de botão ou utilidade.

Sistema operativo

O sistema operativo que tira proveito do hardware do Nokia Lumia 1020 e dá vida a este dispositivo é o já nosso conhecido Windows Phone 8.

Este é um sistema muito fluído e bem optimizado que durante toda a duração do nosso teste não “encravou” nem teve qualquer tipo de “abrandamento”.

É verdade que é um sistema que apresenta um design e uma filosofia um pouco diferente daquilo a que temos vindo a habituar-nos mas isso é mesmo uma questão de gosto pessoal.

Na realidade trata-se de um sistema muito prático e que tira total proveito do hardware da máquina para nos oferecer uma experiência de utilização suave e agradável.

Nokia Lumia 1020 - Screenshot Nokia Lumia 1020 - Screenshot

O seu problema principal, apesar de ser cada vez menos importante a cada dispositivo Windows Phone que testo, é a sua loja de aplicações. E sobretudo o interesse (ou ainda pouco interesse) que os estúdios de desenvolvimento dão a este sistema.

Digo isto porque se temos à nossa disposição cada vez mais aplicações a verdade é que ainda faltam muitas e, por exemplo, é difícil encontrar um jogo exigente que puxe realmente pela máquina como é o caso do Real Racing 3 que temos utilizado nos nossos testes.

Felizmente, e como dito mais acima, esta é uma situação que tem vindo a melhorar e até estúdios como a Rovio já começam a olhar para o Windows Phone como um mercado cada vez mais interessante. Prova disso é o facto do próximo jogo deles já ter sido anunciado para o Windows Phone.

Interface

A interface do Windows Phone 8 vive e respira por dois aspectos fundamentais: os mosaicos (Live Tiles) e centros de informação (hub). Toda a filosofia do Windows Phone se baseia neles e faz com que a informação esteja no centro de tudo.

O hub Pessoas é exemplo disso: ali encontramos tudo o que diz respeito aos nossos contactos. Ou seja: num único sítio conseguimos aceder à nossa agenda de contactos assim como às suas actualizações nas redes sociais.

Nokia Lumia 1020 - Screenshot Nokia Lumia 1020 - Screenshot

Podemos também criar salas de conversação onde incluímos apenas alguns contactos e assim poder discutir ou ter conversas de forma mais “restrita” mas que chegam a mais do que um contacto.

Esta centralização de informação funciona realmente bem e vem provar que a Microsoft teve uma boa ideia quando os criou e decidiu centrar o seu sistema neles em vez de o fazer somente nas aplicações.

Vê de seguida o nosso vídeo onde analisamos a interface do Lumia 1020:

Toda esta interface é bastante personalizável e permite-nos de facto colocar o que nos é mais importante logo à mão de semear quando ligamos o telefone.

Com os novos mosaicos redimensionáveis podemos definir tamanhos que se adaptam melhor à importância que damos a cada mosaico. Novamente este “pequeno” detalhe dá muito jeito e permite-nos personalizar a experiência.

Internet

O browser incluído no Lumia 1020 é o Internet Explorer 10 e…. é mediano. Não que seja um navegador mau. A realidade é que nem sempre é muito rápido a abrir as páginas e há opções de design da interface que poderiam ser revistos.

Nokia Lumia 1020 - Screenshot Nokia Lumia 1020 - Screenshot

Como exemplo, que podes ver no vídeo que se segue, está a abertura de um novo separador. O IE do Lumia 1020 permite mesmo termos vários separadores abertos mas acho que deveriam de ser necessários menos passos e toques no ecrã para podermos acrescentar um novo separador.

A abertura dos sites é, como disse, de velocidade aceitável. Mesmo com as poderosas ligações de dados que o Lumia 1020 oferece parece que do lado do software este navegador demora a processar os dados recebidos.

Mais um vez isto não é nada que nos impeça de utilizar o Lumia 1020 para navegarmos na internet. É até algo que se faz sem muitos problemas mas quando temos ao lado equipamentos que utilizam a mesma ligação e abrem os sites mais rápido, temos de falar nisso.

Esta sensação com que fiquei ao utilizar o Lumia 1020 para aceder à internet acaba por ser provada pelo resultado que o este smartphone teve no Browsermark:

Nokia Lumia 1020 - Screenshot Nokia Lumia 1020 - Screenshot

Como podem ver na imagem acima este navegador obteve uma pontuação de 1769 pontos (arredondando). Ou seja: este valor coloca o navegador internet do Lumia 1020 longe do top 10 e confirma a sensação qeu tive ao utilizar este browser.

Em termos de compatibilidade com as novas normas da internet, como o HTML 5 (e como puderam ver mais acima) a pontuação no HTML5Test foi de 320 em 500 o que mostra que a Microsoft ainda tem algum trabalho pela frente para tornar o IE do Windows Phone mais compatível com as mais recentes tecnologias e padrões.

Redes sociais

Em termos de redes sociais o Lumia 1020 sofre do problema de que falei na secção deste teste sobre o sistema operativo. Apesar do Windows Phone integrar redes como o Twitter ou o Facebook continuamos sem ter acesso a aplicações oficiais dessas (e de muitas outras) redes.

Esse é um facto que a Microsoft tenta contornar ao lançar aplicações em nome próprio mas não podia deixar de referir este facto.

Ainda assim também não posso deixar de referir que a integração com o Facebook e Twitter é bastante boa e acredito que para muita gente será suficiente. Até porque podemos aceder às versões mobile dos sites destas redes e assim contornar o problema de não haver apps oficiais.

Produtividade

Não há como fugir: para quem costuma trabalhar com ferramentas Office, usa contas de email exchange e precisa de ter um smartphone que lhe permita ser realmente produtivo, o Windows Phone é a escolha certa.

Este Lumia 1020 não foge à regra e apesar da sua forte tendência para promover mais a área fotográfica trata-se de um smartphone que é uma extensão do nosso escritório.

Nokia Lumia 1020 - Screenshot Nokia Lumia 1020 - Screenshot

O facto de termos acesso ao Office e podermos criar e editar documentos, sem medo de compatibilidades e com muito mais funcionalidades disponíveis do que apps concorrentes, é algo de muito útil.

Pena é que o teclado que a Microsoft incorpora no Windows Phone não esteja à altura da utilidade que dá ter o Office em qualquer lado.

Isto porque continuamos a não ter acesso a um teclado “realmente” inteligente, com previsões de escrita que permitam acelerar a tarefa de inserção de texto, quer seja em documentos, emails ou mensagens.

Ainda assim o reconhecimento das teclas onde queremos carregar é bastante bom e foram poucas as vezes que tivea a sensação que o telefone reconheceu a tecla errada.

Lazer

Em conversa com um amigo meu sobre este telefone chegamos a uma conclusão no que toca aos jogos. E acho que é uma conclusão que se aplica que nem uma luva à sensação com que fiquei depois de testar este smartphone: o Lumia 1020 está subaproveitado.

Não pela Nokia, longe disso. Mas sentimos que os jogos disponíveis na loja do Windows Phone não fazem justiça ao poder que o Lumia 1020 tem “debaixo do capô”.

E aqui voltamos ao que já referi mais acima e que continua a ser o calcanhar de Aquiles deste sistema: a falta de aplicações “de relevo”.

Nokia Lumia 1020 - Screenshot

Nesta parte dos jogos isso nota-se ainda mais. Há muitos jogos disponíveis, é verdade. E em maior número do que comparado com há alguns meses atrás. Ainda assim não há “aqueles” jogos, que realmente puxam pelos nossos smartphones e os transformam em verdadeiras consolas portáteis.

Dos jogos disponíveis o Lumia 1020 conseguiu passar com distinção, não tendo qualquer tipo de problema para correr seja o que for. Daí a conclusão: com jogos mais exigentes disponíveis este telefone conseguiria brilhar ainda mais.

Fotografia e vídeos

Chegamos agora àquela que é muito provavelmente a parte principal desta análise e onde o Lumia 1020 consegue de facto brilhar com todo o seu esplendor: a parte fotográfica.

Todo o conjunto de componentes que constroem a câmara de 41 megapixels do Lumia 1020 foram pensados para obtermos a maior qualidade possível. Desde o sensor às lentes Carl Zeiss e passando ainda pelo estabilizador óptico e o flash Xenon temos uma mistura que promete. Promete muito.

Nokia Lumia 1020 - Módulo Fotográfico

E será que cumpre? Digo já: sim. Sim. Sim. É de facto impressionante a qualidade fotográfica que conseguimos obter deste smartphone. Então se utilizarmos o Camera Grip (que analisaremos em breve) em conjunto com um tripé os resultados são mesmo muito muito bons.

Sinceramente ainda não tinha tido um telefone em mãos (tirando talvez o Xperia Z1 da Sony – que testámos aqui – e actualmente o Note 3 da Samsung) que me fizesse realmente ter vontade de deixar por completo de usar a minha máquina compacta para aquelas fotografias “mais simples”.

Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste
Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste

Como podem ver nas fotos acima (há mais exemplos no final desta análise ao Lumia 1020) a qualidade das fotos é de facto muito boa, mesmo em ambientes tradicionalmente difíceis como em interiores fracamente iluminados.

Há muito detalhe, as cores são fielmente reproduzidas e o ruído digital mantém-se a um nível muito aceitável. O flash Xenon também ajuda e consegue-se obter resultados bem melhores do que obtemos com um “simples” flash LED.

Nokia Lumia 1020 - Elevação do Módulo Fotográfico

Em cima desta qualidade temos de adicionar um outro factor: o Nokia Camera Pro. Esta aplicação (que é a aplicação padrão que gere a câmara) faz maravilhas. A interface, como podem ver de seguida, é muito simples mas permite-nos ter um total controlo criativo sobre as fotos tiradas.

Nokia Lumia 1020 - Screenshot

Podemos tirar fotos em modo totalmente manual e controlar coisas como o balanço de brancos, compensação de exposição, abertura ou velocidade de obturador. Tudo é feito de uma forma bastante intuitiva através de uns anéis que aparecem no ecrã.

E o melhor é que à medida que vamos alterando as propriedades da câmara o resultado obtido é imediatamente visível no ecrã, deixando-nos ter uma noção perfeita do que estamos a fazer. Muito bom.

Mas não é tudo: ao tirar fotos em 8MP com a tecnologia PureView (onde a informação do sensor de 41MP é “condensada” para obter melhores resultados) conseguimos ter acesso a um zoom digital de até 3x sem perdas.

Agora imagina: tiraste uma foto com zoom mas depois apercebes-te que “cortaste” acidentalmente o topo da cabeça da tua mulher. O mais certo é ouvires um raspanete. Ou então recorres a uma outra funcionalidade do Nokia Camera Pro.

É que na realidade o Lumia 1020 tira a foto de 8MP mas também guarda em memória a foto “completa”. Ou seja: depois de ser tirada podemos puxar o zoom para trás e reenquadrar a foto. É espectacular, a sério.

No vídeo que se segue podem ver o Camera Pro em acção:

No que toca à captura de vídeo os resultados são também bastante bons mas há um pormenor que me deixou perplexo: não há focagem contínua. Ou seja: ao filmar se mudarmos entre planos próximos e retirados o foco não é automaticamente adaptado.

Ora vejam:

É um pouco estranho e até andei a vasculhar nas definições. Acredito que me tenha escapado a opção para activar o foco automático em filmagem (alguém com um Lumia 1020 pode confirmar-me isso?) pois seria muito estranho que um smartphone destes não tivesse esta funcionalidade.

De qualquer forma não a encontrei e foi uma das partes que me deixou um pouco de atrás…

GPS

A Nokia tem apostado imenso nos últimos tempos nos seus serviços de geo-localicação e navegação por GPS. Resultado disso são as várias ferramentas relacionadas com o GPS que o Lumia 1020 traz.

A mais conhecida e útil, a meu ver, é sem dúvida o HERE Maps que nos permite navegar co mmapas gratuitos… e offline!

Nokia Lumia 1020 - Screenshot Nokia Lumia 1020 - Screenshot

Contrariamente ao que o Google faz (apesar de que já podemos descarregar partes de mapas para o nosso dispositivo Android) aqui não precisamos de ter uma ligação internet activa para poder utilizar o navegador GPS.

Isto dá particularmente jeito quando estamos em viagem e todos sabemos o quanto são caros os planos de roaming de dados.

A navegação no HERE Maps é bastante precisa e funciona muito bem. O tempo de captação de sinal não difere muito daquilo a que estamos habituados em smartphones recentes.

Além disso todas as ofertas relacionadas com os mapas (como a possibilidade de ver o estado do trânsito ou usar um calculador de transportes públicos) faz com que esta seja uma área onde o Lumia 1020 se destaca e é realmente útil.

Autonomia

Quando olhamos para lista de características deste smartphone ficamos um pouco de pé atrás ao ver que este traz uma bateria de “apenas” 2.000mAh. Não que seja um valor mau mas talvez se esperasse um pouco mais.

A verdade é que o Windows Phone faz uma óptima gestão de energia. Aliado a isso temos um processador “apenas” dual-core que requer menos energia para funcionar do que os seus “colegas” quad-core.

Esta mistura faz com que a autonomia do Lumia 1020 seja bastante aceitável e até um pouco acima da média.

Nokia Lumia 1020 - Botão de Alimentação e Volume

Em utilização moderada consegui quase sempre obter dois dias de utilização. Puxando um pouco mais pelo tráfego e navegação 3G/4G a autonomia ressentiu-se (como seria de esperar). Ainda assim consegui sempre ter energia suficiente para um dia inteiro o que é bastante bom.

Segundo a Nokia conseguimos uma autonomia de cerca de 13 horas em conversação e a verdade é que tive a sensação de que este telefone aguenta-se melhor do que alguns concorrentes quando se utiliza mais o telefone… para telefonar.

Em suma, a bateria e autonomia do Lumia 1020 revelaram-se uma boa surpresa: não são o que de melhor já se viu no segmento dos smartphones mas ainda assim conseguem surpreender estando bem acima da média.

Resumindo e concluindo

No início desta review ao Lumia 1020 deixava a pergunta no ar: será que este é o verdadeiro camera-phone, o rei da fotografia em smartphones? A resposta é… sim. As capacidades fotográficas deste equipamento elevam a fasquia muito alto e é um regalo utilizar as várias funcionalidades desta câmara, aliadas à tecnologia PureView.

Nokia Lumia 1020 - Frente (ecrã ligado)

Como smartphone o Lumia 1020 ainda sofre da falta de maturidade do Windows Phone. Se é verdade que o número de aplicações e serviços tem vindo a aumentar a bom ritmo, este ainda se encontra aquém dos seus concorrentes. E não estou a falar só em quantidade mas principalmente na falta que fazem certas aplicações, que não estão disponíveis para esta plataforma.

Ainda assim esta não deixa de ser uma excelente e muito forte proposta da Nokia, que saberá agradar pelas sua qualidade de construção, desempenho, opções produtivas e, claro, capacidades fotográficas.

Pontos a favor :)

  • Melhor qualidade fotográfica de um smartphone até à data;
  • Qualidade de construção;
  • Fluidez do sistema;
  • Ferramentas de produtividade (Office);
  • Ecrã ClearBlack;
  • Autonomia acima da média

Pontos contra :(

  • Ecosistema Windows Phone ainda pouco maduro;
  • Peso e dimensões;
  • Navegação internet mediana;

Quando cheguei à parte em que tive de decidir uma nota final para o Lumia 1020 as coisas complicaram-se. Se por um lado, e para o tipo de utilização que faço, ainda sinto alguma falta de maturidade do Windows Phone, por outro este é um smartphone que brilha como ninguém no que toca a fotografia.

Por isso, e como já tinha feito uma vez, vou atribuir duas notas ao Lumia 1020. Olhando para ele “apenas” como smartphone vou dar-lhe um selo RD Ouro. Tendo em consideração a parte fotográfica, e para quem precisa ou gosta muito de explorar esta área então o Lumia 1020 merece a platina.

Selo RD - Ouro Selo RD - Platina

O que significa este selo?

Página oficial do Lumia 1020.

Agora que estamos prestes a terminar a nossa visita guiada ao Nokia Lumia 1020, e antes de partilhar contigo as fotos tiradas a este telefone e com este telefone, resta-me apenas agradecer a tua presença e companhia em mais um Teste RD.

Espero que esta análise ao Lumia 1020 te possa ser útil e que tenhas gostado. Claro que se tiveres uma crítica, sugestão ou dúvida acerca deste Teste ou do Lumia 1020 não hesites em usar (e abusar) da caixa de comentários deste artigo!

Este artigo teve o apoio técnico do Optimus Kanguru 4G.

Galeria de imagens

Estas são as fotografias que foram tiradas ao Nokia Lumia 1020 durante a realização deste teste:

Fotos de teste

As fotos aqui expostas foram redimensionadas. Podem ver os originais na nossa galeria Flickr.

Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste Nokia Lumia 1020 - Fotografia de teste

Vídeos de teste

Mais vídeos no canal YouTube do Revolução Digital.

Endereço de Email

11 COMENTÁRIOS

  1. Olá RD,
    Parabéns pela análise cuidada feita ao dispositivo.
    Tenho este telefone e verdade seja dita estou fascinado com as inúmeras façanhas deste equipamento. O teste não faz referência ao som que quanto a mim, e mesmo com os phones que acompanham o lumia 1020, é soberbo, a equalização a 8 bandas faz toda a diferença e quando experimentado com uns bons auscultadores é de ficar horas a ouvir. O grande calcanhar de Aquiles é sem dúvida a autonomia onde mesmo com pequenos jogos e com a gestão de bateria activada sou informado que “derreti” 15% da bateria em 20 minutos…
    Da mesma forma que aconteceu com vocês, estranhei que no primeiro vídeo que fiz a focagem automática pura e simplesmente não existia. Procurei na internet sem sucesso e depois de alguns teste verifiquei que se ajustar primeiro para manual a focagem e logo de seguida passar para automático o problema deixa de existir e mesmo que desligue a camara e volte a ligar a focagem é garantida em vídeo. Por sua vez, se desligar o equipamento e começar a gravar sem fazer qualquer tipo de alteração lá se vai a focagem automática. Penso que seja um problema que a Nokia brevemente resolverá.
    Aqui fica um link com um vídeo feito em casa e com muito pouca luz onde saliento por vezes o tempo moroso da focagem automática.

    http://www.youtube.com/watch?v=lDPaKjvbHic&feature=youtu.be

    • Eu bem me queria parecer que não podia ser terem deixado uma coisa destas de fora. Ainda assim não o consegui por a funcionar… Obrigado pelo teu contributo. Esperemos que a Nokia resolva o problema rapidamente!

  2. Bom teste no global mas fiquei um bocado surpreendido com algumas observações.. Sobre o auto foco como é obvio o 1020 tem auto foco no vídeo, apesar do problema já enumerado pelo fambra.. Sobre as aplicações caíram no celebre erro de tem poucas aplicações mas não dizem de quais sentem falta logo é conversa do dizer mal por dizer, qualquer pessoa com um Windows phone sabe das excelentes alternativas, muitas delas bem melhores, falo do metro tube, 6tag entre muitas outras..

    Pena só dizerem o que falta mas não elogiarem o que tem a mais, e algumas aplicações são bem melhores que a concorrência, não há atualmente no mercado um conjunto de aplicações igual ou superior às que a Nokia e Microsoft disponibilizam desde as exclusivas Nokia até ao Office por exemplo.

    Como é obvio existem lacunas e em Portugal ainda mais, mas a realidade tem mudado muito depressa, as aplicações de qualidade têm surgido e há que dar valor ás alternativas.

    Sobre o Lumia acho só é pena não vir já com o Snapdragon 800 porque de resto está muito equilibrado, o que disseram sobre o browser também não entendi a 100% mas se calhar eu é que não usei android tempo suficiente e escapou-me alguma recente melhoria, pelo menos eu considero o browser do meu Lumia 1020 melhor do que o do meu Galaxy S3.

    • Por acaso focas algo que me tinha lembrado e depois esqueci-me de fazer: justificar com apps. Ora pelas apps vou apenas citar as quatro que estão fora do âmbito “Google” (onde se incluem Gmail, Hangouts, Google+, Drive que são as que utilizo de forma contínua e que dificilmente chegarão ao WP ): Newsblur, Pingdom, Chrome, SwiftKey.

      Tudo apps que uso o dia todo para trabalhar. Se isto são coisas um pouco específicas não posso dizer o mesmo dos jogos, que é talvez das coisas que as pessoas mais usam num smartphone. Títulos como o Real Racing 3, Dead Trigger 2 ou Top Eleven (os que jogo) não estão presentes. Ou seja: no meu caso (e acho que tenho num teste de relatar a minha experiência) faltam-me cerca de 70% das apps que uso…

      Ainda assim tens toda a razão quando dizes que as coisas têm evoluído de forma rápida e no bom sentido. Também refiro isso no artigo. Ainda assim, e neste momento presente, ainda há lacunas que quando forem corrigidas tornarão o WP num sistema ainda mais interessante.

      Sobre o Office e apps Nokia, acho que está o devido destaque feito quer na secção de produtividade quer na secção de GPS.

      Quanto à questão do vídeo, acho que ficou bem claro que não acreditava que a Nokia não pudesse ter implementado o foco contínuo. Ainda assim, e ao contrário do fambra, não consegui encontrar a forma de o por a funcionar. Claro que acredito que, neste caso, a Nokia irá resolver o problema rapidamente.

      Para terminar, que já vai longo, sobre o browser eu acho que os resultados dos benchmarks falam por si. Se quiseres passa pelo nosso teste ao Xperia Z1 e vê o comportamento do browser.

      Obrigado pelo teu comentário!

  3. sinceramente gosto do telefone pela parte fotográfica, mas mesmo assim estou com o pé atrás , pelo elevado preço , na sei se vale a pena.

  4. Parabéns ao staff RD!

    Mais um analise profunda, cuidada e ao pormenor!

    Informação é poder e os consumidores agradecem todos os detalhes!

  5. Mais uma vez os meus Parabéns por mais um Teste estupendo.

    Gostaria de perguntar somente se a diferença do Z1 para o 1020 possa valer a pena? Pergunto isto devido à diferença do SO, tenho que ter isso em conta já que uso algumas apps que por enquanto ainda não estão disponíveis no WP e procuro realmente o tal “Camera-Phone”.

    Obrigado

  6. de facto é um equipamento que estava a fazer falta a quem nao se identifica com as tradiciobais concorrentes do mercado!!
    E tambem recomendo o midi:-)

Partilha a tua opinião